Em Destaque Generalidades Maternidade

Mãe de adolescente – 7 coisas que mudam no convívio com seu filho

Mãe de adolescente – nova fase, novos desafios

Quando comparam as fases do desenvolvimento das crianças com jogos de vídeo game, entenda, isso não é uma piadinha! É verdade, a cada nova fase, os desafios são maiores…

Posso dizer que em determinado momento da vida da criança temos a errada sensação de que tudo passou, eles estão independentes e que você já está expert no assunto filho, até chegar a adolescência.

Estou nessa fase, muito prazer, sou a mãe do Gabriel! Apesar dele estar com 13 anos, e a maioria dos especialistas o situarem como pré-adolescente (que vai dos 11 aos 14 anos), vejo nítidos sinais que meu filho não é mais criança.

Listei 7 coisas que observei que mudaram no convívio com meu filho, e que podem mudar no convívio do seu também:

1 – Mãe de adolescente: Mudanças físicas

Se você entrava no banheiro, dava uma conferida no banho se tudo estava certinho, esqueça! Agora o máximo que você pode perguntar é como está a situação, e se der sorte, seu filho ou filha irá descrever.
Nessa fase contará muito aquela liberdade de diálogo que você trabalhou com seu filho desde pequeno.
Lembro-me que fiquei super constrangida quando minha mãe notou que eu precisava usar sutiã. Tipo, quem mais notou isso?
Com meu filho notei o estirão (ele está com 1,75m e me passou), a mudança de voz, e também o surgimento de um suave bigodinho. Ah, tem outras mudanças mas não vou citar aqui (ele ficaria muito bravo!).

2 – Mãe de adolescente: Sem paciência

Por mais gente boa que seu filho ou filha possa ser, essa fase de mudanças hormonais mexe muito. E uma das coisas que noto é a falta de paciência com determinadas situações que antes não o tiravam do sério.
A principal aqui em casa são as traquinagens do irmão caçula… É um drama só!

3 – Mãe de Adolescente: Diálogo

Meu filho sempre foi daqueles que entrava no carro e me contava tudo o que tinha acontecido na escola, mas nessa fase deu uma boa mudada.

Sempre busco conversar, e olha, não é das coisas mais fáceis com pré-adolescentes. Na verdade até que é fácil quando é algo que ele quer contar, mas nem sempre tenho essa facilidade quando é algo que eu quero saber.

filho ignora a mãe mulher que fala com ele adolescente

Como falei no primeiro item, fazer do diálogo uma rotina, desde a infância, é uma ótima forma de antecipar essa necessidade na adolescência.

Uma dica que pode facilitar esse momento é manter-se atenta ao que o adolescente fala, mas sem fazer expressões em que ele pode entender uma repreensão ou que você está “tirando sarro”. Se acharem algo desse tipo, “já era”, ele para de falar mesmo.

Outro detalhe que conta muito e que passo aqui em casa, não interrompa ou termine a história por seu filho, deixe que ele desenrole o contexto, mesmo que demore, senão você perde a atenção do seu filho e não saberá mais sobre o assunto.

4 – Mãe de Adolescente: Passeios e hobbies em comum

Antes era tão fácil pensar num passeio e o filho topar de cara, hoje em dia não é bem assim, principalmente porque tenho um segundo de filho com 6 anos. Então, o que agrada um, na maioria das vezes não agrada o outro…
Uma dica é investir em passeios e hobbies que vocês tem em comum.

Aqui em casa adoramos filmes, jogos, heróis… Conversamos sobre lançamentos, filmes que vão estrear, e fazemos cinema em casa com direito a pipoca.

Não sei se isso se manterá por muito tempo, mas é algo que temos em comum (eu, meu filho e meu marido), e é uma ótima maneira de se manter próximo.

5 – Mãe de Adolescente: Amizades

Ter contato com as amizades do filho é primordial, e de preferência conhecer os pais dos amigos. Você não precisa ter uma relação mais estreita, mas saber como é a criação e educação dos amigos, te deixará mais tranquila quando forem sair…
Também facilita naquele esquema, um leva e o outro busca… Sim, já estou me preparando para essa fase!

6 – Mãe de Adolescente: Não compare fases

Esse negócio que “Na minha época eu não fazia isso!”, é um saco, vamos falar a verdade! Quando minha mãe falava isso quando eu era adolescente, ou ainda hoje sobre a maternidade, confesso que me irrita um pouquinho.
Então, não faça com seu filho…

Eu sei, adolescentes são adolescentes, e a gente já foi… Mas não adianta comparar! Cada época tem suas características, e mais importante do que falar para seu filho, é observar o que você via na sua fase.

7 – Mãe de Adolescente: Não lute, curta!

Não fique querendo lutar com essa fase do seu filho, converse quando for preciso, repreenda quando necessário, mas curta ver seu filho desenvolver-se.

Apesar de uma época de muitas mudanças, é lindo ver o amadurecimento de um ser que foi e é cuidado por você.
Ver a adolescência do filho é um presente, pois vemos como nossa educação influenciou na formação do caráter daquela pessoa.

E assim a gente vai vivendo junto com eles a adolescência, as vezes bem de perto, as vezes um pouquinho de longe, mas sabendo que estão indo pelo caminho do desenvolvimento e das descobertas, até chegaram a fase adulta.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Share This